FUNDAP / SABESP (2005)

Este projeto teve como objetivo a avaliação da economia gerada entre o custo do processo do pregão tradicional e do pregão eletrônico na Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo.

A Sabesp foi precursora na adoção do pregão eletrônico no Estado de São Paulo, inaugurando em outubro de 2003 o seu sistema de aquisições e contratações através da internet.

Considerando a inovação propiciada pela implantação do sistema, com a avaliação da redução de custos pela implementação do pregão eletrônico na Companhia de Saneamento Básico de São Paulo, buscou-se analisar os impactos desta nos processos de compras, mapeando as principais operações e tarefas realizadas, e efetuando o custeio das mesmas, de forma a calcular o diferencial entre o custo do pregão tradicional e o do eletrônico.

Por se tratar de uma política pública, fazer uma análise dos custos é importante custear não só as atividades desenvolvidas pelo Estado, ou seja, analisar a "máquina de gestão", mas avaliar também o agente da sociedade civil envolvido para que este processo de abastecimento do Estado se realize (as empresas fornecedoras).

Conforme apurado, o custo do processo da modalidade Pregão Tradicional para a Sabesp em 2003 foi de aproximadamente R$ 10 mil, enquanto o do Pregão Eletrônico foi de R$ 7 mil, em 2004. Esta redução de custo representa uma economia de 28,3% nas transações processuais.