JUNTA DE ANDALUCIA ESPAÑA (2009)

O objetivo deste trabalho foi o de mensurar os benefícios resultantes de inovações, a partir de uma "Avaliação de impacto de economia pública e social" com a implantação do Diraya.

No ano de 2003, a integração de todas as informações referentes aos serviços de saúde foi decisiva para a implementação do "Sistema Integrado de Gestión e Información para la Atención Sanitaria" (Diraya).Esse sistema promoveu melhorias sensíveis no Sistema Andaluz de Saúde tanto para os pacientes atendidos como para os profissionais e gestores da saúde e a sociedade como um todo.

Para tanto, foi utilizada nossa metodologia desenvolvida especificamente para mensurar os retornos oriundos dos investimentos públicos, denominada BINPs® - Benefícios sobre Investimentos Públicos, em três (03) processos específicos, foram eles:

  • Marcação de Consultas – Atenção Primária

Se, para o processo de marcação de consultas, os canais mencionados fossem utilizados em sua totalidade (40% Salud Responde, 50% Inters@s e 10% SMS), ou seja, eliminando o canal presencial da marcação de consulta, a economia estimada seria de 19% para o Estado e de 43% para a Sociedade, resultando em uma economia de quase 37% por processo;

  • Encaminhamento de medicina primária à especializada

O processo de agendamento de consulta especializada, antes realizado de forma física (papéis) e presencial, hoje é realizado inteiramente via sistema, por meio do médico de família ou do próprio paciente.
A unificação do sistema permitiu que o agendamento de uma consulta ou exame diagnóstico fosse realizado remotamente de qualquer centro integrado ao sistema, central telefônica "Salud Responde", internet "Inters@s" ou SMS. O sistema também permitiu que os resultados dos exames diagnósticos fossem anexados eletronicamente ao sistema, sendo incorporado ao Histórico de Saúde do paciente.

  • Exames – Digitalização de Filmes Radiológicos ( Raio X)

O processo de emissão de radiografia, antes realizado com maquinário e suprimentos específicos, tais como placa, líquido e fixador, hoje é realizado digitalmente, o que justificou uma economia de 82% para o Estado, resultando em uma economia de 71% por processo.