Serviço Estadual de Diagnóstico por Imagem (2011)

Estudo de mensuração dos custos ocultos e avaliação de impacto econômico e social na prestação de serviços radiológicos do Estado de São Paulo por meio do modelo do Serviço Estadual de Diagnóstico por Imagem – SEDI1.

A Associação Congregação de Santa Catarina criou um modelo inovador para gerir Serviços de Radiologia e o apresentou à Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, que imediatamente vislumbrou a capacidade de aplicá-lo à saúde pública. Foi implantado, então, um novo projeto, via contrato de gestão por Organizações Sociais de Saúde – OSS, conhecido hoje como o Serviço Estadual de Diagnóstico por Imagem 1 – SEDI1, que indica o aumento da capacidade de atendimento e a otimização dos custos operacionais para o Estado e para os cidadãos usuários. O objetivo deste trabalho foi avaliar o impacto econômico, mensurando os benefícios em termos de custo da inovação.